Notícias Projetos

Instituto Terra abre inscrições de produtores rurais no Programa Terra Doce

Interessados podem se cadastrar e acessar informações sobre como participar da iniciativa que apoia pequenos e médios agricultores da Bacia do Rio Doce na recuperação da água e implementação de sistemas agroflorestais em suas propriedades.

Com objetivo de incentivar produtores rurais a recuperar as nascentes de suas propriedades e, com isso, conseguir aprimorar sua produção, o Instituto Terra desenvolveu uma página especial para cadastro dos interessados em conhecer melhor o Programa Terra Doce. Lançada recentemente, a iniciativa visa trazer benefícios ambientais e econômicos, com ampliação e diversificação de renda, aos participantes e contempla cerca de 28 cidades de Minas Gerais e Espírito Santo. Entre os municípios que serão atendidos de forma prioritária pelo programa estão: Aimorés, Alvarenga, Baixo Guandu, Chalé, Colatina, Conceição de Ipanema, Cuparaque, Durandé, Galileia, Goiabeira, Itaguaçu, Itarana, Lajinha, Laranja da Terra, Manhuaçu, Martins Soares, Mutum, Pocrane, Resplendor, São Roque do Canaã, São Vitor e Taparuba.

Com uma equipe técnica capacitada, formada por seis profissionais, entre técnicos e supervisores, o Instituto Terra oferece aos produtores rurais suporte completo para a implantação de projetos de agroflorestas sob medida, ou seja, que são especialmente desenvolvidos para cada propriedade envolvida no programa. Pela proposta, a produção existente é mantida e testadas novas culturas selecionadas pelo produtor.

O carro-chefe do Programa Terra Doce é a recuperação e proteção de nascentes, trabalho que já vem sendo realizado pelo Instituto Terra desde 2010 e que já trouxe de volta à região mais de 2.100 nascentes. O programa consiste na identificação e no cercamento e plantio de mudas nativas da Mata Atlântica na área da nascente. Entre os benefícios desta importante etapa estão: retorno da água à propriedade entre dois e quatro anos para uso humano, de animais e de irrigação, além do aumento do valor da propriedade.

Nas duas etapas seguintes do programa, também está prevista a implantação de uma mini estação de esgoto na propriedade para tratamento de resíduos líquidos residenciais (mini ETEs), que acelera a decomposição de matéria orgânica, sem risco de contaminação dos corpos d’água. Além da instalação desse equipamento, há a implementação de barraginhas, que são pequenos reservatórios de captação de água das chuvas para o gado e controle da erosão do solo.

O Programa Terra Doce de agricultura regenerativa projeta a recuperação de mais 4.200 nascentes até 2027, em 200 hectares de agrofloresta, o que envolve o plantio de 2 milhões de novas árvores, além de ações de educação ambiental para impactar 2.000 pessoas. Até 2027, o Instituto Terra prevê a conclusão de 6 mil nascentes, totalizando 10 milhões de árvores plantadas e propriedades modelos constituídas, além de iniciativas de educação ambiental para 100 mil pessoas.

Os produtores interessados em se cadastrar para conhecer e ingressar no Programa Terra Doce devem acessar o link abaixo com os principais detalhes da iniciativa do Instituto Terra.

www.programaterradoce.com.br

Translate »
X
.