Nota

Posicionamento do Instituto Terra sobre o plano de manejo do Parque Estadual de Sete Salões

Aimorés, 16 de março de 2022 – O Instituto Terra vem por meio desta nota se solidarizar com o povo Krenak e recomendar ao Parque Estadual de Sete Salões uma revisão do seu plano de manejo.

O Instituto Terra faz parte do Conselho Consultivo do Parque Estadual de Sete Salões e participou da construção da atual versão do plano de manejo, que foi aprovado no último dia 22 de fevereiro. Dias depois, chegaram ao conhecimento do Instituto as contundentes ressalvas ao processo de elaboração do plano de manejo do Parque, apontadas pelo povo indígena Krenak.

Em seus quase 24 anos de atuação, o Instituto Terra sempre prezou pela conservação da mata atlântica no Vale do Rio Doce e busca manter um bom relacionamento com todos os agentes engajados nessa missão. Por isso, o Instituto vem a público afirmar que:

  • As reivindicações do povo Krenak são pertinentes e devem ser levadas em consideração por toda a sociedade, em especial as comunidades adjacentes ao seu território.
  • A resistência do povo Krenak é fundamental para a preservação das florestas na região do Vale do Rio Doce.
  • O plano de manejo de uma unidade de conservação é um documento vivo, passível de mudanças.
  • A função primordial das organizações de preservação ambiental é garantir a conservação dos ecossistemas daquela área, causa com a qual as famílias indígenas Krenak também pactuam.

Por tudo isso e por entender que somos todos parceiros na missão de conservar os ecossistemas no Vale do Rio Doce, o Instituto Terra recomenda ao Parque Estadual de Sete Salões a revisão do atual Plano de Manejo, num processo que inclua a participação direta do povo Krenak.

Com isso, o Instituto Terra reafirma o seu compromisso de estreitar o relacionamento de agentes e comunidades que atuam na preservação ambiental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »
X