DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 15/11/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

NOVA COMISSÃO
Doação de Grupo de dança da Holanda está ajudando a proteger 30 nascentes do Rio Doce
Autor: Comunicação - 25/09/2018
Notícias Notícias Notícias Notícias

 

Doação de Grupo de dança da Holanda está ajudando a proteger 30 nascentes do Rio Doce

Recursos arrecadados com uma única apresentação de dança, realizada em janeiro deste ano na Holanda, estão agora garantindo a proteção de 30 nascentes de afluente do Rio Doce, o Rio Manhuaçu. A iniciativa é do Nederlands Dans Theatre (NDT), e a doação está sendo empregada no Programa Olhos D’Água do Instituto Terra. Após cadastrar produtores e selecionar as nascentes, foi realizado projeto técnico para apontar as necessidades de intervenção ambiental em cada unidade selecionada e feita a entrega de materiais para construção de cercas ao redor dos olhos d’água.

Entre os meses de outubro e novembro serão entregues ainda as mudas nativas de Mata Atlântica para permitir os plantios, pelos próprios produtores, na área de entorno de cada nascente. “Estimamos doar cerca de 3,4 mil mudas para cada nascente em que for identificado que a regeneração natural da vegetação não será possível”, informa Gilson Gomes Junior, coordenador do Programa Olhos D’Água do Instituto Terra.

Ao final do projeto, com todas essas ações, será possível ajudar na recuperação ambiental de uma área total de 13 hectares, envolvendo 12 pequenas propriedades rurais do município de Mutum, no Estado de Minas Gerais, onde as nascentes selecionadas estão localizadas.

O NDT é uma companhia de dança contemporânea de renome mundial com sede em Haia, que escolheu o Instituto Terra para receber a doação da receita arrecadada com a venda dos ingressos de seu espetáculo anual, denominado Switch. A apresentação foi realizada em janeiro deste ano, no Teatro Zuiderstrand, e possibilitou angariar 34,5 mil Euros.

O projeto Switch - É desenvolvido há 30 anos pela companhia NDT e permite que os dançarinos assumam o controle total do espetáculo – desde a criação das coreografias e a sua execução, até o gerenciamento da produção, captação de recursos e esforços de marketing. A iniciativa também objetiva promover a conscientização e o reconhecimento para a causa de uma instituição sem fins lucrativos e são os próprios dançarinos que escolhem a instituição beneficiada a cada ano.

A escolha do Instituto Terra, baseado no Brasil, para receber a receita arrecadada na noite da edição 2018 do projeto, deu-se pelo fato da companhia “se identificar com os valores morais e ambientais praticados pela instituição”, conforme informou Eve-Marie Dalcourt, da produção do espetáculo.

O Nederlands Dans Theatre (NDT) é uma das companhias de dança mais produtivas na Holanda. Com a apresentação intensa de novos programas a cada ano, mostra um número sem precedentes de novos balés, com uma estética de vanguarda e produções progressivas e inconformistas, que colocaram o corpo de dança no mapa internacional. Foi fundado em 1959 por Benjamin Harkarvy, Aart Verstegen e Carel Birnie, em cooperação com dezesseis dançarinas do Het Nationaal Ballet (The National Ballet). Sua atuação é dividida em duas vertentes de trabalho – uma que se concentra no desenvolvimento do talento (NDT 2) e uma onde os dançarinos mais maduros (NDT 1) possam crescer completamente em suas personalidades artísticas. https://www.ndt.nl/home.html

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org