DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 12/12/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

MEIO AMBIENTE
Instituto Terra é um dos finalistas do Sustentabilidade Radix - Vale do Rio Doce
Autor: Comunicação - 19/04/2016

 

Com o objetivo de ajudar a revitalizar o Vale do Rio Doce após o rompimento das barragens em Mariana (MG), a Radix, empresa de engenharia e software, criou o Sustentabilidade Radix – Vale do Rio Doce. Com o programa, a empresa selecionou quatro projetos que vão receber apoio técnico e financeiro, sendo um deles o Olhos D’ Água, do Instituto Terra.

“Com o Sustentabilidade Radix, temos a intenção de ajudar a região atingida, tanto fomentando a economia local quanto na recuperação da área degradada. Acreditamos que essa parceria com o Instituto Terra já é um sucesso e que juntos vamos conseguir ajudar na revitalização do Rio Doce”, explicou Luiz Eduardo Rubião, CEO da Radix e idealizador do projeto.

Somando mais de 1,2 mil nascentes recuperadas e outras 1 mil em início de proteção, o programa Olhos D’ Água consiste na mobilização e adesão de produtores rurais – a maioria das nascentes encontra-se dentro de pequenas propriedades. As ações envolvem cercar as nascentes com os insumos fornecidos pelo projeto, bem como revegetar as áreas no entorno das mesmas a partir do plantio de mudas de espécies de Mata Atlântica. A iniciativa também prevê a capacitação destes produtores para adotarem técnicas sustentáveis no uso do solo.

Segundo Gilson Gomes de Oliveira Júnior, coordenador do Programa Olhos D'Água, as unidades rurais atendidas recebem ainda a instalação de fossas sépticas biodigestoras, sistema de baixo custo e de fácil instalação que evita a contaminação do lençol freático com o esgoto sanitário. Além disso, técnicos do Instituto Terra realizam a análise da água das nascentes protegidas como forma de mensurar os ganhos obtidos em termos de qualidade e aumento do fluxo hídrico.

Hoje, o programa do Instituto Terra tem recebido apoio de Governos, fundações, pessoas físicas e empresas, como é o caso da Radix. “Temos como meta proteger todas as nascentes da bacia hidrográfica do Rio Doce, estimadas em mais de 300 mil, mas, para isso, precisamos de apoio financeiro e toda ajuda é fundamental. Acreditamos que parcerias como esta com a Radix tem o poder de estimular outras adesões ao programa”, destaca Gilson Gomes.