DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 12/12/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

PROJETOS
‘Olhos d’Água’ protege nascentes em Colatina
Autor: Maria Helena Fabriz - 02/04/2014

 

O Instituto Terra está em fase de conclusão de mais um trabalho para recuperação de nascentes de afluentes do Rio Doce a partir do programa Olhos d'Água. Dessa vez no município de Colatina-ES, contemplando mais 25 nascentes das microbacias dos rios São João Grande e São João Pequeno, a partir de convênio estabelecido com o Sindicato das Indústrias de Olaria da Região Centro Norte do Estado do Espírito Santo (Sindicer).

Ao Sindicer coube o aporte financeiro para a realização da compra dos insumos necessários à proteção das nascentes, com exceção das mudas. O Instituto Terra, além do projeto técnico, recibos de entrega de materiais e viabilização da assinatura do termo de compromisso junto aos produtores rurais participantes, respondeu pela doação e entrega das mudas de espécies nativas de Mata Atlântica para plantio no entorno das nascentes.

Já os produtores beneficiados, como previsto no programa, responderam pelo isolamento das nascentes e o plantio das mudas, envolvendo ações como coroamento, abertura de berços, controle de formigas cortadeiras, plantio, replantio, controle de invasoras e roçadas manuais.

Segundo Adonai Lacruz, superintendente Executivo do Instituto Terra, essa união de esforços entre as partes envolvidas - uma premissa do programa Olhos d'Água - é o que permite criar condições técnicas, econômicas e sociais para que o processo de recuperação de nascentes tenha sucesso e continuidade. "A partir das ações de capacitação e os resultados práticos obtidos, observamos um maior engajamento do produtores rurais, justamente pela compreensão sobre a importância da recuperação e preservação dos recursos hídricos em suas unidades produtivas", explica Lacruz.

Durante o mês de março o Instituto Terra realizou também a coleta e a análise da água em 20% das nascentes isoladas em Colatina, conforme previsto no projeto. A partir desse monitoramento - o projeto prevê a realização de uma coleta antes e outra após a conclusão do processo de proteção - torna-se possível comparar e determinar os ganhos obtidos em termos de quantidade e qualidade dos recursos hídricos.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org