DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 13/12/2018  
   

Busca:

PROJETOS
Monitoramento aponta melhoria dos recursos hídricos em sub-bacia do Rio Guandu
Autor: Comunicação - 26/12/2012

 

Um ano após as primeiras ações para proteção de 27 nascentes da microbacia do córrego Santa Rosa, afluente da bacia do Rio Guandu, o Instituto Terra já identifica uma melhoria considerável na qualidade da água nesses mananciais. As ações estão sendo realizadas a partir de projeto viabilizado junto ao Fundágua – Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Espírito Santo, cuja conclusão está prevista dezembro de 2013.

As nascentes isoladas e monitoradas estão localizadas na comunidade de Santa Rosa, no distrito de Ibituba, município de Baixo Guandu, no Espírito Santo. A primeira fase do monitoramento dos recursos hídricos, finalizada no segundo semestre deste ano, evidenciam a redução dos níveis de contaminação da água – redução de 78% em coliformes totais e 88% em coliformes fecais, segundo análise realizada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Baixo Guandu.

Cobertura vegetal – Hoje, além de cercadas, todas as 27 nascentes também receberam mudas nativas de espécies da Mata Atlântica, para o replantio das matas ciliares, que também já apresentam evolução da flora próxima aos corpos d’água, tanto em número de espécies quanto em tamanho da área reflorestada. O projeto junto ao Fundágua prevê o enriquecimento florestal do entorno das nascentes, somando ao todo 12,13 hectares.

Como a área envolvida apresenta diferentes fito fisionomias e estágios quanto à composição arbórea/vegetal, o Instituto Terra está promovendo o reflorestamento com diferentes espécies arbóreas de ocorrência local ou regional, a fim de aumentar a composição florística e a biodiversidade.

E para medir os resultados alcançados em termos de cobertura florestal após o desenvolvimento do projeto, estão sendo monitoradas as seguintes informações: número de espécies presentes na área; taxa de sobrevivência das mudas plantadas; altura média das mudas plantadas e sobreviventes na área; e relatório fotográfico e descritivo sobre a regeneração natural de indivíduos presentes na área.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org