DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 12/12/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

PREMIOS
Fundadores do Instituto Terra recebem prêmio na Rio+20.
Autor: Comunicação - 22/06/2012

 

Fundadores do Instituto Terra recebem prêmio na Rio+20

Lélia Deluiz Wanick Salgado e Sebastião Salgado receberam homenagem durante a Rio+20, pela fundação e o trabalho desenvolvido junto ao Instituto Terra. O casal recebeu o Prêmio-E na categoria Educação, em solenidade na noite do dia 16 de junho, no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro. O evento reuniu mais de 500 pessoas, entre autoridades internacionais e nacionais, e personalidades do cenário cultural brasileiro.

O prêmio resultou de uma iniciativa da Unesco, Instituto-E e a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, visando reconhecer as iniciativas mais representativas para promover o desenvolvimento sustentável nos últimos 20 anos. E nesta primeira edição, integrou o calendário oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), inserido no projeto Humanidade 2012.

Instituto Terra - Mais que plantar árvores e recuperar fontes de água, desde o início os fundadores se mobilizaram para tornar o Instituto Terra em um pólo irradiador de uma nova consciência ambiental, baseada na recuperação e conservação florestal, aumento da produção agrícola e melhoria da qualidade vida no meio rural.

Até o momento, mais de 700 projetos educacionais já foram desenvolvidos para um público superior a 66 mil pessoas, de 176 municípios do Vale do Rio Doce. Um público tão eclético quanto os programas de educação ambiental desenvolvidos, reunindo agricultores, estudantes, professores, líderes comunitários, profissionais e técnicos de empresas e Governos atuantes na questão ambiental, bem como a população das comunidades atendidas.

Para o Representante da UNESCO no Brasil, Lucien Muñoz, “o Prêmio-E é uma iniciativa importante especialmente por focar nas pessoas e em experiências pessoais que ajudam a transformar a realidade; o mundo não muda sozinho, quem faz as mudanças são as pessoas”. Muñoz destacou ainda a contribuição do prêmio para que o conceito de desenvolvimento sustentável seja amplamente compreendido, cobrindo aspectos que vão desde a economia até o empoderamento de grupos vulneráveis.

Também foram contemplados pelo Prêmio-E, a oceanógrafa Sylvia Earle (Environment), o ministro do Meio Ambiente da Itália Corrado Clini (Energy), o presidente da Conservation Internacional Russell Mittermeier (Earth), a Reciclanip na figura de Eugênio Deliberato (Economics), Mirian Vilela pela Carta da Terra (Empowerment), Benki Piyãko como e-brigader nacional e Maurice Strong, como e-brigader internacional.

Assita abaixo a entrega do Prêmio-E.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org