DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 13/12/2018  
   

Busca:

PARCEIROS
Instituto Terra estabelece parceria com a Embrapa para troca de tecnologias de recuperação
Autor: Comunicação - 01/04/2011

 

Instituto Terra estabelece parceria com a Embrapa para troca de tecnologias na recuperação de Mata Atlântica.

O Instituto Terra e a Embrapa Agrobiologia articulam parceria para troca de experiências visando aperfeiçoamento de tecnologias para recuperação de áreas degradadas de Mata Atlântica, principalmente na produção de mudas de espécies que tenham maior poder de fixar nitrogênio. Para iniciar o trabalho neste sentido, o gerente Ambiental do IT, Jaeder Lopes Vieira, e Weyller Salomão, técnico agrícola da instituição, realizaram um visita técnica à unidade da Embrapa Agrobiologia em Seropédica, no Rio Janeiro, no final de março.

Os representantes do Instituto Terra foram recepcionados pelo chefe geral da Embrapa Agrobiologia, Eduardo Campello, e pelos pesquisadores Alexander Silva Resende e Luiz Fernando Duarte de Moraes. Também participaram do encontro os pesquisadores Juliana Müller Freire, Sergio Miana de Faria, Guilherme Montandon Chaer, bem como o professor Tiago Breier, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ.

Os representantes do Instituto Terra também visitaram o Laboratório de Análises de Sementes da Universidade, ocasião em que foi identificada a possibilidade de parceria para capacitação de técnico de laboratório, bem como a assessoria para montagem do laboratório de sementes. “Fizemos uma visita a campo e conhecemos o trabalho de recuperação de áreas anteriormente degradadas realizado pelos pesquisadores. Conhecemos ainda o trabalho de seleção de estirpes de bactérias fixadoras de nitrogênio e a sua inoculação em espécies arbóreas leguminosas e não leguminosas, para uso em recuperação de áreas degradadas”, explica Jaeder.

Após a visita, o Instituto Terra já encaminhou uma lista de espécies trabalhadas em seu viveiro para a Embrapa, para que sejam reconhecidas as igualdades e coincidências de espécies nativas que já possuem estirpes de bactérias fixadoras de nitrogênio selecionadas. Posteriormente, a Embrapa deverá ceder essas bactérias para que o Instituto Terra possa utilizá-las na inoculação das sementes para a produção das mudas, objetivando testar novas tecnologias para recuperação de áreas degradadas de Mata Atlântica, priorizando espécies que agilizem o processo de restauração.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org