DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 12/12/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

PROJETOS
Convênio para implantar viveiro de nativas na Penitenciária Agrícola no ES.
Autor: Comunicação - 15/06/2011

 

Instituto Terra assina convênio para implantar viveiro de nativas na Penitenciária Agrícola do Espírito Santo.

Internos da Penitenciária Agrícola do Espírito Santo, em cumprimento de pena no regime semi-aberto, vão trabalhar na produção de mudas nativas de Mata Atlântica, que serão usadas em ações de reflorestamento. O ponto de partida para essa ação será a implantação de um viveiro na unidade prisional, com capacidade para produzir 400 mil mudas de espécies nativas por ano. A elaboração do projeto do viveiro será feita pelo Instituto Terra, conforme convênio celebrado com o Governo do Espírito Santo, através da Secretaria de Estado da Justiça.

Participam também da iniciativa a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), a Fibria e o Incaper. Em seu objetivo final, o projeto de Mudas Nativas que está sendo iniciado pelo Governo capixaba pretende promover a reinserção social dos internos do sistema prisional, por intermédio de atividades laborativas.

Além do projeto do viveiro, caberá ao Instituto Terra disponibilizar a tecnologia de produção das mudas. A proposta é de produzir 150 mil mudas ainda em 2011 e a partir de 2012 alcançar a produção anual de 400 mil mudas. O Incaper será responsável pela capacitação dos internos e coordenará a equipe que vai gerenciar o projeto, visando sua sustentabilidade, bem como será responsável pela distribuição das mudas, que durante a vigência do convênio - até janeiro de 2016 - serão adquiridas pela Fibria.

A iniciativa visa, em essência, estimular o aproveitamento do potencial de trabalho existente na unidade prisional, de forma a eliminar o grave problema da ociosidade, incentivando a capacitação dos reeducandos, de forma a torná-los produtivos durante o período de cumprimento da pena e também quando de sua conquista da liberdade. Além disso, o trabalho no viveiro poderá ajudar na remissão das penas e dará direito a remuneração mensal, de acordo com os dias trabalhados, proporcionando aos detentos uma forma de ajuda no sustento de suas famílias.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org