DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 13/12/2018  
   

Busca:

CONVÊNIOS
Discurso da presidente do Instituto Terra, Lélia Deluiz Wanick Salgado.
Autor: Imprensa - 20/08/2007

 

Discurso da presidente do Instituto Terra, Lélia Deluiz Wanick Salgado, na solenidade de assinatura dos convênios com os Governos de Minas Gerais e Espírito Santo

“O Instituto Terra nasceu da experiência de vida de um casal. Casal este que eu formo com Sebastião Salgado. Nossas andanças pelo mundo e, sobretudo, dos assuntos fotografados por ele, com os quais eu trabalho todos os dias, nos mostrou que a degradação ambiental, infelizmente, não é privilégio só da nossa região. Ela é planetária.

Com essa consciência é que chegamos, ao adquirir essa terra no início dos anos noventa. A erosão era tão visível que tínhamos a impressão de uma terra morta, cortada por esqueletos de córregos mortos. De uma tristeza sem fim.
Naquele momento me veio uma idéia luminosa, a melhor que já tive na vida. Vamos plantar uma floresta. Vamos refazer a natureza. A natureza que aqui existiu no passado.

Esse foi o 1º nascimento e começamos a trabalhar com Renato de Jesus, engenheiro Florestal e grande plantador de árvores, para a elaboração de um projeto de reflorestamento.

Começamos a 1ª plantação em novembro de 1999 e até hoje já plantamos 1.080.000 árvores. Já em 1998 a Fazenda Bulcão tinha se tornado uma RPPN, a 1ª RPPN em terra degradada do Brasil, mas com o compromisso de ser uma verdadeira. Esse decreto graças ao imenso empenho de Célio Valle.

Daí as idéias não pararam de evoluir. Uma bela floresta sem fazer participar a comunidade não tinha muito sentido. Criamos o CERA, destinado à Educação Ambiental. Milhares de pessoas, professores, proprietários rurais, formadores de opinião já passaram pelos cursos administrados.

Em 2002, implantamos um pequeno viveiro de plantas nativas de Mata Atlântica, com a ajuda da SOS Mata Atlântica e Conservação Internacional. E em 2002 recebemos uma nova doação de um grande viveiro elevando a nossa capacidade de produção para 700.000 mudas anuais. Este foi fruto do nosso amigo então Ministro do Meio Ambiente aqui presente José Carlos de Carvalho.

Em 2005, criamos um outro curso, esse destinado aos jovens recém-formados de escolas técnicas agrícolas, para receberem uma formação em técnicas ambientais durante dois anos em regime de internato. Este ano formaremos a 2ª turma.

Hoje o Instituto Terra faz um real trabalho de desenvolvimento sustentável na região. Está cumprindo o objetivo junto à comunidade.

Eu diria que hoje é o 2º nascimento e os Senhores estão aqui como testemunhas da certidão.

Esses convênios que iremos assinar com os governos dos nossos dois Estados, Minas Gerais e Espírito Santo, é a prova concreta que o Instituto Terra não fugiu de sua missão e atingiu a maior idade. E é com grande serenidade que Sebastião e eu assinaremos no decorrer desta cerimônia o ato de doação da terra.”

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org