DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 12/12/2018 - Bom dia!  
   

Busca:

PUBLICAÇÕES
Instituto Terra participa da Bienal Rubem Braga, em Cachoeiro de Itapemirim.
Autor: Imprensa - 06/06/2008

 

Instituto Terra participa da Bienal Rubem Braga, em Cachoeiro de Itapemirim

Palestra “Um sonho, um ideal e uma ação pela Mata Atlântica” será neste sábado (07), das 14h às 16h, na Tenda Sabiá da Crônica.


Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a experiência do Instituto Terra na recuperação de áreas degradadas de Mata Atlântica será tema de palestra na segunda edição da Bienal Rubem Braga, que está sendo realizada em Cachoeiro de Itapemirim, município do Sul do Espírito Santo, até domingo, dia 8 de junho. A edição deste ano tem como temática central justamente o meio ambiente.

Neste sábado, dia 7, das 14h às 16 horas, o superintendente de Relações Institucionais do Instituto Terra, Ricardo Salgado Rocha, e o gerente Ambiental Jaeder Lopes Vieira, vão detalhar as ações de recuperação e educação ambiental promovidas pela associação não-governamental fundada em 1998, em Aimorés-MG, pelo casal Lélia DeLuiz Wanick Salgado e Sebastião Salgado. A palestra “Um sonho, um ideal e uma ação pela Mata Atlântica” integra a programação do evento dentro da Conferência Ambiental Rubem Braga e será apresentada na Tenda Sabiá da Crônica (confira a programação completa no site www.bienalrubembraga.com.br), no Pavilhão de Eventos da Ilha da Luz, em Cachoeiro de Itapemirim.

Em pouco tempo de atuação, o Instituto Terra já plantou mais de 1 milhão de mudas de árvores na RPPN Fazenda Bulcão, de 293 espécies florestais de Mata Atlântica, cobrindo uma área de 334,3 hectares que anteriormente era ocupada por pastos ou corroída pela erosão. Isso representa 47,1% da área total da fazenda já trabalhada. O Instituto Terra conta ainda com um viveiro de espécies de Mata Atlântica que é um dos maiores do Brasil, com capacidade para produzir perto de 1.000.000 de mudas de árvores por safra, de cerca de 220 espécies florestais diferentes.

Associado às ações de recuperação e conservação ambiental, o Instituto também desenvolve projetos de educação ambiental que já beneficiaram mais de 18 mil pessoas, entre agricultores, professores e alunos de Aimorés e cidades vizinhas, bem como agentes políticos dos municípios na área de abrangência do Médio Rio Doce, nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org