DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 13/12/2018  
   

Busca:

CURSOS
Instituto Terra capacita técnicos do Governo do Espírito Santo em Agricultura Sustentável.
Autor: Imprensa - 18/03/2008

 

Instituto Terra capacita técnicos do Governo do Espírito Santo em Agricultura Sustentável

O curso para capacitação de 25 técnicos e engenheiros agrônomos faz parte de um plano de ações para recuperação dos recursos naturais do Espírito Santo

O conhecimento adquirido pelo Instituto Terra na recuperação de Mata Atlântica e na promoção da agricultura sustentável na região do médio Rio Doce será repassado ao Governo do Estado do Espírito Santo, através de um curso de capacitação que será ministrado a técnicos e engenheiros agrícolas das Secretarias de Estado da Agricultura e do Meio Ambiente.

A solenidade para assinatura do convênio, para realização do curso, aconteceu no dia 7 de março, no Palácio da Fonte Grande, em Vitória. Assinaram o documento Ricardo Ferraço, vice-governador, César Colnago e Maria da Glória de Brito Abaurre, respectivamente secretário de Estado da Agricultura e secretária de Estado do Meio Ambiente, e, representando o Instituto Terra, Lélia DeLuiz Wanick Salgado, presidente, e Sebastião Salgado, vice-presidente.

O convênio faz parte de um plano de ações do Governo do Espírito Santo para recuperação dos recursos naturais do Espírito Santo. O curso de capacitação abordará temas como a recuperação de áreas degradadas e o manejo sustentável de recursos naturais, visando à execução de projetos específicos em micro bacias hidrográficas localizadas no território capixaba.

“Faz parte do ideal do início de desenvolvimento do Instituto uma ideologia de sustentabilidade e de preservação da natureza que queríamos que fosse levada adiante. Queríamos que essa ideologia encontrasse adeptos. Ao longo desses anos o Instituto Terra desenvolveu o seu conhecimento em recuperação ambiental, que hoje conquistou adeptos até nos Governos, como mostra esse convênio para capacitação dos técnicos do Estado pelos técnicos do Instituto. Essa é a glória da gente: ver que esse esforço agora consegue adeptos para nos ajudar a levar adiante essa maneira de pensar”, ressaltou a presidente do Instituto Terra.

“Como conheço muitos países, tenho um olhar diferente do Brasil, que está se estruturando de uma maneira séria e passando a ser um País de verdade. Temos condição de fazer uma proposta nova ao planeta na preservação ambiental. Tem que se produzir com noção de sustentabilidade e estamos caminhando para esse sentido. Existe vontade e recursos e, o pouco que sabemos, estamos dispostos a dividir”, disse o vice-presidente do Instituto Terra, Sebastião Salgado, durante a solenidade.

Para o vice-governador Ricardo Ferraço, a assinatura do convênio com o Instituto Terra visa fazer do produtor rural um grande aliado na preservação e recuperação dos nossos recursos naturais. “Ações como essas demonstram o que esperamos do futuro do nosso Estado. Queremos que o Espírito Santo não seja apenas um Estado exportador de minério de ferro, celulose, café, placas de aço. Queremos também ser exportadores de ciência e conhecimento para a construção de desenvolvimento com sustentabilidade”, destacou Ferraço.

Segundo o secretário de Estado da Agricultura, César Colnago, a assinatura desse convênio com o Instituto Terra representa a criação de um paradigma. “Estamos iniciando um trabalho prático que é aproximar o produtor rural da questão ambiental, partindo do discurso para a prática. Pode ser apenas um passo, mas é um passo na direção certa”, afirmou.

O convênio

As ações previstas no documento serão coordenadas pelo Comitê de Gerenciamento do “Programa de Extensão Florestal e de Adequação Ambiental de Propriedades Agrícolas”, já em funcionamento, e supervisionado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seag), que a partir de agora passa a contar, dentre os seus participantes, com a presença de representante do Instituto Terra.

O convênio terá vigência de um ano e contará com a participação do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e da Aracruz Celulose.

O curso de capacitação que será ministrado pelo Instituto Terra prevê 120 horas de aulas teóricas e práticas, a serem ministradas entre os meses de abril e maio de 2008, na própria sede do Instituto Terra, na Fazenda Bulcão, em Aimorés, Minas Gerais. Participam do curso 25 técnicos do Incaper e do Iema, além de nove engenheiros agrônomos do Incaper e do Idaf.

No conteúdo do “Curso de Capacitação em Recuperação de Áreas Degradadas e Manejo Sustentável de Recursos Naturais para Profissionais das Áreas Agrícola e Ambiental do Governo do Estado do Espírito Santo” estão previstas aulas de classificação do solo, ciclo hidrológico, cobertura vegetal nativa, o papel das florestas, manejo integrado do solo e dos recursos hídricos, preservação dos ecossistemas e estudo de caso de experiências de recuperação de ecossistemas, entre outros temas. As aulas terão início no dia 22 de abril.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org