Instituto Terra - (33) 3267-2302 - Desenvolvido por </nil> Layout: Agência Fire - iterra@institutoterra.org
 
 
Inicial Início

O Instituto terra já começou a reflorestar. São mais de 40 milhões de m² em recuperação.
Ajude-nos a fazer muito mais. Faça sua parte. Você contribui com, no máximo, R$ 0,99 centavos. Doando centavos que faltam para arredondar sua conta, nós plantamos muito mais.

Todo mundo sabe da importância da preservação, da recuperação de áreas degradadas, da conservação de matas, rios e espécies. Mas como fazer alguma coisa para ajudar? Quanto de dinheiro é necessário para contribuir?

Com o projeto “Arredonde sua conta”, os clientes do Banco do Brasil podem contribuir com o Instituto Terra. Basta aderir e estar de acordo com o arredondamento da conta, que não será inferior a um centavo nem superior a noventa e nove centavos.

É um programa de microdoações por adesão voluntária dos clientes do Banco do Brasil, através do arredondamento para cima das faturas de seus cartões de crédito.

O programa promove microdoações como um processo não-excludente e indolor, pois o valor a ser doado independe do valor da fatura e a doação varia de um a noventa e nove centavos.

As doações são destinadas a manutenção e ampliação das ati­vidades do Instituto Terra.

Fazer a diferença pela Mata Atlântica custa menos do que você imagina. Basta acrescentar os centavos que faltam para arredondar o valor total da sua fatura do cartão de crédito do Banco do Brasil.

Funciona assim: as doações variam de R$ 0,01 a R$ 0,99 e dependem do valor da conta que será arredon­dada. Por exemplo, se uma fatura tem o valor de R$ 34,95 , a quantia necessária para inteirar R$ 35,00 é R$ 0,05. Ou, se outra fatura tem o valor de R$ 80,05 , a microdoação seria de R$ 0,95.

Viu? É assim que você completa o trabalho que o Instituto Terra já começou há 11 anos. E é assim que você apóia os nossos projetos de educação e recuperação ambiental. Pode até não parecer, mas seus centavos valem muito.

Faça a sua adesão e colabore.

- Home banking do Banco do Brasil: Menu Cartões / Solicitações diversas / Arredondamento de fatura - Doação Veja vídeo demonstrativo

- Central de Atendimento do Banco do Brasil
   Capitais: 4004-1011
   Demais localidades: 0800 729 1011

- Terminais de auto-atendimento: opção Cartões / Outras opções / Doação / Adesão.

Em 10 anos, a paisagem da Fazenda Bulcão se transformou completamente. As nascentes voltaram, as árvores cresceram e por ano são plantadas pelo menos 130 mil mudas de espécies da Mata Atlântica.

Isso tudo mostra que, sim, é possível unir esforços, desenvolver novas tecnologias que beneficiem o meio ambiente e criar nas pessoas uma nova consciência.

Todo esse trabalho do Instituto Terra é o primeiro passo para recuperar uma parte do ecossistema mais rico em biodiversidade do planeta e o segundo mais ameaçado de extinção. Por isso, os pesquisadores consideram uma das prioridades a conservação dessa região.

Para se ter uma ideia da devastação, há algumas décadas, a Mata Atlântica recobria 16% de todo território brasileiro. Eram 17 estados, totalizando mais de 1,3 milhões de km². Atualmente apenas 6,98% (102 mil km²) da área original está ocupada pela Mata Atlântica (INPE 2006), o que é preocupante. Afinal, cerca de 110 milhões de pessoas vivem onde originalmente era a Mata Atlântica (cerca de 61% da população brasileira, de acordo com o IBGE, em 2007) e dependem da conservação da mesma para garantir a qualidade da água potável.

Já foram produzidas mais de 2,5 milhões de mudas Seria aproximadamente uma árvore para cada habitante de uma grande cidade como Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte ou Guarulhos.
Mais de 40 milhões de m² já foram reflorestados. Mais de 9500 campos de futebol.
Mais de 43 mil pessoas já foram capacitadas. Toda a população de uma cidade do interior , como Canela, no Rio Grande do Sul; Rio das Ostras, no Rio de Janeiro ou Itabaianinha em Sergipe.
   
E para fazer mais é necessário ter recursos próprios, ou seja, ser sustentável.
Por isso, nós apostamos em projetos que, com o seu apoio, fazem toda a diferença e dão continuidade ao trabalhoque o Instituto Terra já começou.
Projetos de restauração ecossistêmica, incentivo ao desenvolvimento rural sustentável, pesquisa científica e educação ambiental. São essas as sementes que o Instituto Terra planta.

Mais de 15 mil pessoas, de 176 municípios já foram capacitadas, entre agricultores, professores, alunos, técnicos ambientais e lideranças comunitárias. Mais de 40 milhões de m² foram reflorestados e mais de 2,5 milhões de mudas já foram produzidas. Tudo graças às doações feitas por nossos parceiros.

Aquecimento global, mudanças climáticas, catástrofes ambientais, escassez de água, produção de alimentos que já não supre a necessidade da população mundial. Diante do quadro assustador que a modernidade apresenta para o futuro da humanidade, o discurso da sustentabilidade ganha cada vez mais força. Assim como se tornam urgentes ações que transformem a realidade no sentido da recuperação e preservação ambiental no planeta Terra.

Desde 1998, Lélia Deluiz Wanick e Sebastião Salgado partiram para a ação, com o objetivo de refazer o que foi destruído. Mais que levantar a bandeira da preservação, também plantaram árvores. Fundaram o Instituto Terra, uma organização civil sem fins lucrativos, e transformaram a antiga Fazenda Bulcão, antes uma área degradada como inúmeras outras propriedades do Vale do rio Doce / MG, num exemplo de como é possível recuperar a Mata Atlântica, produzir água doce e educar para uma vida mais sustentável.

O Instituto Terra está perto de concluir um projeto de recuperação de Mata Atlântica sem precedentes no Brasil em termos de área contínua. Trata-se do reflorestamento de 6.086.900 m² da Fazenda Bulcão, que estava totalmente degradada quando recebeu o título de Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN), em 1998.

Carregando...